• Carolina Aita Flores

O que levar na mala da maternidade da mamãe (e do papai)?

Atualizado: 18 de Jun de 2019


Na semana passada falamos sobre o que levar na mala da maternidade do bebê (centrodeterapiacognitiva.com.br/blog/maladobebe). Esta semana vamos pensar no que a mamãe precisa levar em sua mala do hospital.


Existem vários vídeos na internet abordando esse assunto e dando dicas do que levar. Também há aplicativos sobre o desenvolvimento da gestação que fornecem listas dos itens importantes de se levar na mala de maternidade da mamãe. Os itens que vou apresentar aqui são os que considero muito úteis durante a permanência no hospital:


· 2 pares de pijamas ou camisolas;

· 1 chinelo;

· 4 calcinhas confortáveis;

· 1 ou 2 sutiãs de amamentação;

· 2 meias;

· 1 ou 2 pacotes de absorvente noturno ou pós-parto;

· 1 amarrador de cabelo;

· 1 look confortável para a saída do hospital (vestido; calça e blusa; casaco; calçado);

· Kit de higiene pessoal;

· Carteirinha de gestante ou do plano de saúde (se você tiver);

· Plano de parto (se você tiver).


Os itens descritos acima são o que você irá precisar estimando que receberá alta hospitalar em até 48 horas após o nascimento do bebê. Se por algum motivo você precisar passar um período maior no hospital, não se preocupe. Com certeza haverá alguém disponível para quebrar um galho para você e pegar o que faltou.


Em relação aos pijamas ou camisolas, sugiro que escolha peças confortáveis, pois independente do tipo de parto, você não irá querer nada te apertando na barriga, na cintura, no quadril ou nos seios. Se você passar por uma cesariana, não irá querer nada roçando na cicatriz da cirurgia. Além do conforto, escolha peças que facilitem a amamentação e que estejam de acordo com a estação em que o bebê irá nascer, para não passar frio ou calor. Leve um chinelo (estilo havaianas) se for verão e um chinelo que você possa usar com meias se estiver frio. É bom levar mais de um pijama, no caso de sujar com leite ou sangue.


Quanto às calcinhas, opte por modelos de cintura alta (talvez você já esteja usando esse modelo na gestação). Existem vários tipos de calcinhas para o pós-parto que dão firmeza à barriga (o que irá te deixar mais segura), sem apertar ou gerar desconforto. Lembre-se que você ainda terá uma barriguinha saliente após o nascimento, então usar uma calcinha com cintura alta proporcionará uma sensação de conforto maior. É bom levar várias peças, pois em função do sangramento pós-parto elas podem sujar com eventuais vazamentos do absorvente.


Algumas mulheres, antes de engravidar, desconhecem o fato de que existe um sangramento após o nascimento que pode durar de 2 semanas até 2 meses após o parto. Devido a esse sangramento, é bom levar 1 ou 2 pacotes de absorvente noturno ou absorventes específicos para o pós-parto (são maiores e mais reforçados que o noturno).


Para a saída da maternidade, escolha um look bonito e confortável, também considerando a estação do ano e a facilidade para amamentação. Evite o salto alto, pois você estará se recuperando do parto e carregando seu bem mais precioso no colo.


Algumas maternidades oferecem um kit básico de higiene. Você pode se informar sobre isso com o seu médico ou diretamente no hospital em que pretende realizar o parto. Em todo caso, sugiro levar uma nécessaire com os itens que mais utiliza em seu dia-a-dia, como escova e pasta de dentes, desodorante, escova de cabelo, shampoo e condicionador.


Se você tiver uma carteirinha de gestante e um plano de parto, leve esses itens com você. Se você optou por uma cesariana eletiva, leve também os documentos da avaliação com o anestesista (se tiver passado por esse processo). Não se esqueça de sua carteira com seus documentos pessoais para dar entrada no hospital. Leve também seu celular e o carregador, pois assim que puder, você irá querer anunciar ao mundo a chegada do seu bebê.


Assim como a mala do bebê, a sua mala da maternidade deverá estar pronta até a 35ª semana de gestação. Se estiver esperando gêmeos, pode preparar um pouquinho antes, pois é comum que esses bebezinhos queiram conhecer as mamães antes da hora.


Vale lembrar que é seu direito ter um acompanhante, no SUS e na rede privada, durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto: “A Lei determina que este acompanhante será indicado pela gestante, podendo ser o pai do bebê, o parceiro atual, a mãe, um(a) amigo(a), ou outra pessoa de sua escolha. A Lei do Acompanhante é válida para parto normal ou cesariana e a presença do(a) acompanhante não pode ser impedida pelo hospital ou por qualquer membro da equipe de saúde” (BRASIL, 2005). Para quem optar pelos serviços de uma Doula, essa profissional não conta como acompanhante, então além dela, você poderá ter mais alguém de sua confiança ao seu lado.


Assim, seu acompanhante também precisará de uma mala para o hospital. Se o acompanhante for o pai do bebê, alguns itens que ele precisará levar são: pijama, meias, cuecas, chinelo, muda de roupas, calçado, kit de higiene, celular, carregador e documentos pessoais.


Agora que você já está bem informada sobre o que levar para o bebê, para você e para o papai, curta esse momento de guardar cada item com carinho nas malas. Desfrute dessa experiência, que indica que a chegada do seu filho está próxima e aguarde a publicação da próxima semana, que irá falar sobre os itens essenciais para o quartinho do bebê.



Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei Federal nº 11.108, de 07 de abril de 2005.



Autora: Carolina Aita Flores, psicóloga perinatal

120 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Google+ Social Icon

© CTC | 2019