• Carolina Aita Flores

Você conhece a importância da Golden Hour?



Você sabia que a primeira hora de vida do bebê com a mãe, logo após nascer, é conhecida como Golden Hour ou hora de ouro? A hora de ouro recebe esse nome por se tratar de uma janela de tempo crucial para a vinculação e bem-estar entre mãe e bebê. É recomendação da Organização Mundial de Saúde que os cuidados com o recém-nascido (lavar, pesar, banhar, enrolar) esperem até depois de o bebê mamar pela primeira vez.


Amamentar na primeira hora promove uma série de benefícios. Para a mãe há vantagens, como: aumento da produção endorfina, ocitocina e prolactina – hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar, produção de leite, contrações uterinas e “sentimento materno”. A ocitocina também auxilia na expulsão da placenta e no controle de sangramento uterino e a prolactina promove a liberação do colostro – a primeira “vacina” do bebê. Já o bebê se sente acolhido e aconchegado, o que ajuda em sua adaptação ao novo mundo do qual ele passa a fazer parte, além de receber uma imunidade, através do colostro, que lhe protegerá por até seis meses. Assim, para a dupla mãe-bebê o momento de conexão pele a pele logo após o parto é primordial para o fortalecimento de uma relação que começou no útero e para o início de uma jornada de descobertas mútuas.


De acordo com a UNICEF, a amamentação na primeira hora pode evitar a morte de um imenso número de crianças em países em desenvolvimento, além de garantir proteção ao bebê, propiciar à mãe menor chance de desenvolver anemia, câncer de mama e de ovário, diabetes e depressão pós-parto.


Portanto, se você está grávida e deseja vivenciar esse momento, ao preparar seu plano de parto, inclua no documento a recomendação de amamentar na primeira hora de vida e receber seu filho em seus braços assim que ele nascer. A amamentação precoce pode acontecer também no caso de cesariana sem intercorrências com a mãe ou o bebê. Exija seu direito de estar com seu filho durante a hora de ouro e desfrute desse momento crucial para o vínculo entre vocês.


Autora: Carolina Aita Flores, psicóloga perinatal

25 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Google+ Social Icon

© CTC | 2019